flor e ser | 4 anos
Quando
29 de set. 19:15 – 22:45
Onde
Parque Dez de Novembro,
R. Tokio, 14 - Parque Dez de Novembro, Manaus - AM, 69054-305, Brazil
logo.png

Erika Genebra convida

FLOR E SER

especial 4 anos

PRESENCIAL

EM MANAUS

atravessamos o tempo

algo nos trouxe aqui

vivos e desejantes

esse lance é um 

acontecimento bonito 

único e memorável

v2-feed-flor-e-ser-4-anos-setembro-22.jpg

vendas encerradas

LRM_EXPORT_99192920289828_20190924_171131627.jpeg
IMG_0051.jpg
IMG_0143.jpg

um útero fértil e quente, uma espécie de mata-laboratório vivo que adentramos para investigação de quem estamos. através da auto escuta e acolhimento, vamos compreendendo cada medicina e seus elementos: a preparação para o solo, o espaço de regas e podas, a vida e o florescimento.

IMG_1006.jpg
IMG_1025.jpg
0110-2019-011432386357915408519.jpeg
IMG_9218.jpg

por que flor e ser?

- ampliar o repertório de auto-observação sobre si 

- investigar sobre os ciclos de vida-morte-vida

- tecer e ser apoiada em rede

- movimentar ao encontro do percurso que se deseja e é possível no agora

- criar novas possibilidades de mundo e a si mesma

- escrever narrativas mais próprias

pra quem é o flor e ser?

destinado a toda e qualquer corpa que se reconheça enquanto mulher que deseja estar perto de si e investigar a amplitude do seu universo.

quando

quinta-feira, 29/09

19:15h às 22:45h

Casa da Carol I Manaus - AM

vendas encerradas

VAGAS SOCIAIS 

Disponibilizamos 3 VAGAS SOCIAIS.

Se você é mulher racializada, trans, travesti, indígena, professora da rede pública ou mãe solo, e neste momento não tem condições de contribuir, entre em contato  pelo email erika.genebra@gmail.com com o assunto VAGA SOCIAL, sinalizando seu interesse para que possa receber mais informações.

“gostava de encantações do que informações”

Manoel de Barros

“esquentar as mãos

acolher os sins

libertar os nãos”

Nanda Barreto

"enxergar-se
até deixar de ser
quem se era,

esfregar-se
até gerar
novas esferas,

entregar-se
sem volta
à mulher, grande mãe,
abissal,
selvática,
deusa-fera."

 

Nanda Barreto

“mundo

desde ser algo que a gente inventa

vai inventando, desde o corpo-raiz

também vai se colando

ao que outros chamam de mundo

deve ter a ver com corredores

portas se abrindo

outras fechando”

Nathália Noronha

DSCO.jpg

quem estou

Erika Genebra é mulher Brasileira.

 

Cheia de inquietude de si, das coisas que mais gosto de fazer é desaprender, carregar perguntas e ser curiosa das coisas do mundo.

 

Tangencio pesquisas sobre a psique humana e a existência de uma maneira mais própria de ser e estar no mundo. Sigo com minha investigação através da área clínica, dos encontros com mulheres, da arte, da poética, filosofia, fotografia, da corporeidade, da literatura, do ritual, do estar mulher.

 

Sou precursora de trabalhos com feminino em Manaus/Amazonas, criadora e facilitadora do Flor e Ser, um Círculo de Mulheres que investiga os ritos de vida, morte e renascimento, através da escuta e de práticas do encontro da psicologia com terapias integrativas.

 

No decorrer da minha trajetória atuando enquanto Psicóloga e Psicoterapeuta, me relacionei com a área clínica, hospitalar e social. Com especialização na área clínica em fenomenologia existencial.

Lancei em 2021, minha primeira obra-poética, “a quietude das coisas - poemas para seres vivos”. Atualmente, sou aluna em formação no Curso de Dançaterapia - método de Maria fux, um caminho de mu-dança e reapropriação da linguagem corporal por meio de estímulos criativos que favorecem a conjunção do movimento ao “sentir” único e vivo de cada ser humano.

DSC_1417.jpg

Erika Genebra 2022. Todos os direitos reservados.
Experiência digital: Julia Estrela Maia | doula de projetos
Registros fotográficos: Giovana Póvoas e Laryssa Gaynett