ico-menu.png


08/08/21

seu

diário

me


captura


crio

o meu

próprio



09/08/21

me alimento lentamente

agradeço a oportunidade

de cada mordida, o que eu

como não vem do lixo



10/08/21

todo político

quando eleito

deveria receber

suas palavras

Carolina



11/08/21

quem roubou

seus cadernos?

quase entro

na página

para caminhar

descalça ao seu

lado e

resgatar


as páginas

a vida



12/08/21

cada passagem

do seu despejo

quarto feito

de angústia

ansiedade

tristeza


.


quantos brasil’s

de Carolina’s

existem hoje?



13/08/21

desde então

olho com mais

silêncio para dentro

do armário e da geladeira



14/08/21

almocei lendo

entre uma garfada

uma frase

mal engolida

tive indigestão

por vergonha

da humanidade



15/08/21

é domingo

arrasto as palavras

deste livro

para todos os

cantos da casa



16/08/21

“muito bem, Carolina”

você pediu para

te parabenizar

assim, desse jeito,

desde então

todos os dias

me pego dizendo

as mesmas palavras:

muito bem, Carolina

por rexist-IR...

17/08/21

encontro farelo

de tapioca miúdo

no livro, me aperta

o peito pensando

alguém guarda

essas migalhas

e as chamam refeição



18/08/21

converso sobre

questões sociais

com quem se importa

com a sociedade

impossível não

recomendar para entrar

no seu quarto de despejo



20/08/21

na minha casa

nunca faltou comida

isso se chama

privilégio



21/08/21

hoje senti desejo

de lavar seus pés,

Carolina



22/08/21

me falta fôlego

mas eu

r e s p i r o

e sigo avassaladora

por suas palavras



23/08/21

Carolina Maria

você fez política e poesia

se você se candidatasse

meu voto seria seu

assim como meu coração



24/08/21

escolho palavras suas para bordar

colocar na entrada da sala

é logo na porta de entrada

que todos devem

te respeitar



25/08/21

madrugada

penso em Carolina

no quarto despejo

você está em

todos os lugares

que invasão foi

essa em meu ser?


.


póstumo

sigo fiel às suas palavras

estou na metade

do seu quarto

já me encontro

outra





Experiência digital: Julia Estrela Maia